Como definir seu público alvo
Blog

Como definir o seu público-alvo com ferramentas de marketing digital?

Rafael Damasceno

Toda empresa precisa saber como definir público-alvo.

Seja um empreendedor no momento de criação de uma nova startup ou a Apple no momento de desenvolver uma nova linha de produtos, todo negócio passa por esse processo que, quando bem feito, leva a uma melhor taxa de conversão em vendas.

Nesse conteúdo, vamos explicar como definir público-alvo usando ferramentas de marketing digital para trazer o usuário certo, para o lugar certo, aumentando assim suas conversões.

Selecionamos seis ferramentas e mais um case de sucesso para abrir sua cabeça em relação ao processo de estudo e definição de público-alvo e personas. Vamos lá?

O que é o público-alvo de um negócio?

Público-alvo é a audiência do seu negócio. Você pode descrevê-lo por meio de características demográficas e gerais que as pessoas com potencial de compra têm em comum. 

Por exemplo: empreendedores, de 25 a 25 anos, que acabaram de se tornar líderes e procuram soluções de recursos humanos. É muito utilizado para definir estratégias de marketing de ponta a ponta – canais que serão priorizados, tipos de conteúdo, alvo dos anúncios, etc.

É diferente de persona, que se trata de um perfil do cliente ideal e seria algo como “Mateus, 29 anos, dono de empresa com um problema de RH”.

Qual a importância de se conhecer o público-alvo?

Estratégias de marketing realmente efetivas passam por uma definição sólida do público-alvo. Para conquistar clientes, você precisa saber onde eles estão, quais são as preferências, seus objetivos e qual língua falam.

Sem entender como definir público-alvo, você pode estar perdendo tempo e dinheiro investindo em estratégias de marketing sem aderência. Além disso, você precisa que suas páginas sejam compreendidas pelo público com mais tendência de comprar. Ou seja, ao defini-lo, você prepara o terreno para aumentar as taxas de conversão.

Ferramentas para definir público-alvo

Resumo:

  1. Audience Insights Facebook
  2. Similarweb
  3. Mindminers
  4. Hotjar
  5. Pesquisa com seus clientes
  6. Palavras-chave no Keyword Planner

1) Audience Insights Facebook

A ferramenta Audience Insights do Facebook, como o próprio nome já sugere, dá insights sobre a audiência da sua página ou de uma segmentação fictícia que você pode criar. Assim, é possível analisar dados demográficos, como idade, estado civil, escolaridade, região e muito mais.

Além de conseguir analisar de forma comparativa com o público do Facebook em geral.

Para ficar mais claro, fizemos uma análise com os seguidores de uma página de produtos artesanais e naturais de Juiz de Fora, Minas Gerais. Conseguimos verificar que 100% dos seguidores estão fazendo ou já possuem um curso superior e 70% estão em um relacionamento sério ou casado, sendo 74% a mais que a média dos usuários em geral do Facebook.

Além desses dados, foi possível ver as outras páginas que esses seguidores acompanham, nesse caso apareceram vários opções da cidade mesmo.

O interesse ao usar essa ferramenta para definir seu público-alvo é que você pode partir a análise da sua própria página no Facebook ou criar um público fictício. Assim, você pode, por exemplo, selecionar moradores do Rio de Janeiro que usam iPhone e ver pelos dados como eles usam a rede social, que outras páginas eles acompanham, qual a média de idade, estado civil, escolaridade e muitos outros dados ricos para uma boa definição de público-alvo.

2) Similarweb

O Similarweb é uma ferramenta para avaliar uma das principais métricas de marketing digital: tráfego de site e blog, mas não do seu site e sim dos seus concorrentes.

É isso mesmo, ela é uma ferramenta gratuita (com funcionalidades limitadas) que permite fazer comparativos entre seu site, blog ou app e os seus concorrentes.

A ideia é usar para entender como os outros sites estão performando nos principais canais (orgânico, e-mail, display, direct e referral) para gerar insights sobre como seu público se comporta e onde ele demonstra maior engajamento.

3) Mindminers

Um dono de empresa ou profissional de marketing não deve somente saber como definir o público-alvo, mas também refinar sua persona para chegar em características e perfis mais aprofundados, a fim de criar campanhas de marketing de sucesso.

Em uma pesquisa inicial é possível definir perfis macro, mas com o uso de ferramentas como a Mindminers, um software de pesquisa automatizado, é possível realizar pesquisas online com centenas ou milhares de pessoas online, trazendo informações valiosas e aprofundadas para o estudo. A própria ferramenta já possui algumas dezenas de questionários prontos, com metodologias profissionais para ajudar na coleta de dados.

A vantagem de usar essa ferramenta é poder contar com uma base de milhares de pessoas para segmentar e conversar somente com o público que você acredita ser seu cliente.

É uma forma também de validar seu público-alvo, antes mesmo de defini-lo como certo.

4) Hotjar

O Hotjar possui alguns formatos de análises de comportamento do usuário: pode avaliar o comportamento com dados de Heat Map, como também com gravação da navegação do usuário ou com a boa e velha pesquisa em pop ups.

O interessante aqui é unir todas essas funcionalidades para ter insights mais valiosos. Você pode, por exemplo, identificar que os usuários do seu site estão navegando, lendo seu conteúdo da página até o final, mas abandonando o carrinho na etapa do cálculo do frete.

Uma pesquisa de soft pop-up perguntando, por exemplo, qual preço médio a pessoa pretende gastar no site, pode ajudar no embasamento de uma campanha que libere o frete grátis ao chegar nesse valor, alavancando assim suas conversões de vendas.

5) Pesquisa com seus clientes

Uma forma mais simples, mas sempre útil para te ajudar a definir seu público-alvo é fazendo pesquisas com sua própria base de clientes. Você pode usar ferramentas gratuitas como o Google Forms ou Typeform para fazer pesquisas rápidas e pontuais.

Elas não vão ajudar com tantas informações pertinentes e questionários pré-definidos (como a MindMiners), mas podem ser um aliado para ações a curto prazo.

6) Palavras-chave no Keyword Planner

Nem só de criação de anúncios no Google AdWords, se usa o Keyword Planner. Essa ferramenta gratuita do Google pode dar insights valiosos sobre como o seu público se comporta e busca por informações do seu produto na internet.

Por ser do Google, essa é a ferramenta que vai oferecer mais informações precisas em relação ao comportamento do usuário nos mecanismos de busca.

Ela se baseia no enorme banco de dados do Google e existem algumas formas de filtrar a informação. Uma delas, por exemplo, é usar a opção de “Procurar novas palavras chaves usando uma frase, um website ou uma categoria”.

Nessa opção da ferramenta, como o próprio nome já diz, você pode incluir algumas palavras-chave (ou um link de site) e pedir ideias e sinônimos relacionados a esses termos. O Keyword Planner vai te retornar uma lista com dezenas de palavras como resultado, todas elas interligadas.

Além de volume de buscas de cada palavra, você consegue observar a tendência de buscas mês a mês (interessante para ver sazonalidade), se é uma palavra concorrida para anunciar e também outras palavras que geralmente são usadas por usuários com o mesmo comportamento.

Para ficar mais claro, vamos dar um exemplo. Vamos supor que você pretende abrir uma loja online de produtos veganos. Usando o Keyword Planner, você pode incluir o site de um possível concorrente e ver como os usuários encontram o site, que poderiam ser termos como “e-commerces de produtos veganos”, “lanches veganos” e até mesmo “receitas para veganos”. Assim, você consegue entender como seu público-alvo busca a informação na internet, com qual recorrência e sazonalidade.

Como conhecer o seu público-alvo? Case Pluga

Pierre Veyrat, Especialista em SEO e fundador da agência de SEO BIOSEO, explica que a ferramenta do Keyword Planner é essencial para criar páginas de site, landing pages de divulgação de ebooks e e conteúdos para blogs extremamente direcionados às necessidades que os usuários possuem e estão buscando solucionar na internet.

Pierre explica como fizeram para criar uma página que ranqueia na primeira página do Google para buscas relacionadas a um dos mais famosos meios de pagamento, o Pagseguro:

“Nós mapeamos todas as palavras-chave long tail procuradas incluindo o termo ‘Pagseguro’ através do Keyword Planner. Ele é uma ferramenta gratuita criada pelo Google para facilitar a criação das suas campanhas de AdWords. Com isso, identificamos termos como:

  • Como Funciona pagseguro
  • Como receber pelo pagseguro
  • Taxas do pagseguro
  • Cadastrar no pagseguro
  • Criar conta pagseguro
  • O que é pagseguro
  • API do pagseguro
  • Magento / Woocommerce / WordPress + pagseguro
  • Celular / Maquininha / Leitor do pagseguro
  • sistema de pagamento pagseguro
  • Parcelamento pagseguro
  • Cartão do pagseguro, etc.”

Pierre explica que essas palavras foram usadas para estruturar a página. A ideia era responder todas as perguntas das pessoas que procuram informações sobre o PagSeguro. Porém, como são perfis variados, Veyrat diz que também foi muito importante criar uma landing page otimizada e que deixasse bem claro o foco de cada bloco de informação, com títulos grandes e explícitos.

A estratégia foi acompanhar os níveis de usuários no decorrer das informações da página. Para isso, Pierre explica que os primeiros blocos falavam sobre o que era a ferramenta, funcionalidades, para quais perfis eram indicados e outras informações iniciais.

Em seguida, o conteúdo direcionava para quem já estava decidido em usar a ferramenta com o uso de um Call to Action de cadastro, e logo mais, para quem ainda estava em dúvida, apresentava as funcionalidades detalhadas em parágrafos.

Seguindo o mesmo fluxo de um funil de conversão – que acompanha o usuário desde informações mais superficiais no topo até as mais aprofundadas no fundo, mais para o final da página, o conteúdo tinha como objetivo abordar o fato que impulsionou a criação da Landing Page: a Pluga faz integrações que poupam muito tempo de quem usa o Pagseguro.

E como foi feita essa ligação entre o restante do conteúdo?

“Para fazer a ligação com o resto da página, escolhemos colocar aqui o bloco de informação focado em palavras-chave como: “Pagseguro woocommerce”, ou “Pagseguro WordPress”.

Esses termos são procurados por pessoas que querem vincular o Pagseguro com alguma outra tecnologia. Elas podem até procurar a API do Pagseguro. E, justamente, o que a Pluga faz é criar vínculos entre a API do Pagseguro com outras ferramentas.

E neste momento que apresentamos essas funcionalidades, assim como vários blocos de informação com foco em converter o visitante, com um vídeo explicativo e vários links para artigos do blog.”

Quer ver na prática? Visite a página do Pagseguro na Pluga e veja como eles criaram uma landing page com potencial enorme de conversão e de SEO, 100% baseado na identificação das necessidades que as pessoas expressam no Google.

Se ainda se sente um pouco inseguro em relação a definir estratégias de otimização de conversão para seu site, você pode entrar em contato com uma equipe especializada, como a da Supersonic, que são uma empresa especializada em CRO (Conversion Rate Optimization).

Seja para vender mais na internet ou no mercado offline, saber como definir seu público-alvo é um processo essencial no começo de uma empresa ou lançamento de um produto.

Use essas dicas para realizar seu estudo e depois comente aqui os resultados que alcançou!

Esse conteúdo foi escrito pela Links Experts, uma agência de criação de estratégias online para campanha de AdWords, Facebook Ads, Linkedin e outras mídias.