como criar landing pages
Blog

Como criar landing pages eficientes: o guia definitivo

Rafael Damasceno

É impossível trabalhar com marketing digital em alto nível sem saber como criar uma landing page com inteligência.

Esteja você trabalhando com um e-commerce, SaaS ou geração de leads. Seja você B2B ou B2C. Saber como fazer landing pages é uma parte fundamental de toda a sua estratégia de marketing.

E já que são tão relevantes, é fundamental contar com um guia que ensina, em detalhes, como criar landing pages eficientes na conversão de visitantes em dinheiro (vendas, leads, cadastros… Você escolhe).

Bom, eu tenho muita coisa para te mostrar hoje. Então, vamos começar logo?

O que é uma landing page?

Se você não sabe o que é landing page, o conceito é simples. Mas muita gente confunde. Então vamos deixar tudo bem alinhado:

Uma landing page (página de aterrissagem, em português) é a primeira página que o usuário vê quando chega no seu site, seja qual for a origem dele.

Algumas páginas dos sites são criadas com o objetivo específico de que sejam as primeiras a serem visitadas, em função de campanhas de vendas diretamente relacionadas a elas.

Por isso, landing pages costumam ser associadas com páginas de vendas, que são o destino para o qual apontam os links em banners e anúncios nas mídias sociais, sites ou blogs com conteúdo relevante para essa campanha.

Provavelmente, quase todas as páginas do seu site têm potencial para serem uma landing page. Afinal, o usuário pode fazer o caminho “clássico” de chegar ao seu site através da home. Mas vários outros usuários podem muito bem ser direcionados a alguma outra página interna por uma busca no Google ou um link compartilhado no Facebook, por exemplo.

Ou seja, landing page não é necessariamente o mesmo que homepage, ou página inicial.

O grande erro de estratégia de landing pages

O maior erro estratégico relacionado a landing pages que vejo empresas cometerem é a passividade.

Alguém pode ser passivo por achar que, já que não tem controle sobre qual será a landing page vista por boa parte dos seus usuários, não adianta se preocupar com isso.

Errado! Exatamente pelo fato de não se ter controle sobre qual será a landing page de boa parte do público, é importante que você se certifique de que todas as páginas do seu site funcionam bem como landing pages.

Mas o erro mais terrível causado pela passividade ainda é outro:

Investir em campanhas de geração tráfego para o seu site (Links Patrocinados, SEO, etc.) e não direcionar esse público para landing pages específicas para essas campanhas.

Esta história nos mostra o quanto esse erro é triste (e evitável):

Digamos que um e-commerce de roupas (vamos chamá-lo de “Loja do Zé”) planejou uma campanha de Dia dos Pais. A verba de Links Patrocinados para essa campanha é de R$ 30

O maior erro estratégico relacionado a landing pages que vejo empresas cometerem é a passividade.

Alguém pode ser passivo por achar que, já que não tem controle sobre qual será a landing page vista por boa parte dos seus usuários, não adianta se preocupar com isso.

Errado! Exatamente pelo fato de não se ter controle sobre qual será a landing page de boa parte do público, é importante que você se certifique de que todas as páginas do seu site funcionam bem como landing pages.

Mas o erro mais terrível causado pela passividade ainda é outro:

Investir em campanhas de geração tráfego para o seu site (Links Patrocinados, SEO, etc.) e não direcionar esse público para landing pages específicas para essas campanhas.

Esta história nos mostra o quanto esse erro é triste (e evitável):

Digamos que um e-commerce de roupas (vamos chamá-lo de “Loja do Zé”) planejou uma campanha de Dia dos Pais. A verba de Links Patrocinados para essa campanha é de R$ 30.000. E isso é muito dinheiro para um site do tamanho da Loja do Zé! Mas até aí, nada errado.

O grande problema é que a estratégia da campanha só se preocupou em levar os usuários até a Loja do Zé. O usuário que pesquisava por “presente para o dia dos pais” e clicava no anúncio do Zé, era direcionado para a Home Page do site ou para uma página de categoria qualquer. Não, Zé!

Qual é o resultado disso? Um ROI negativo ou muito menor do que poderia ter sido para a Loja do Zé.

O que ele deveria ter feito? Simples!

Criar o layout de uma landing page ESPECÍFICA para a campanha de Dia dos Pais. Com design, conteúdo e produtos diretamente relacionados com o tema da campanha. Com cada detalhe da página exclusivamente pensado para persuadir o público trazido pela campanha.

O Zé teria gastado apenas uma pequena parte de sua verba de mídia se soubesse como criar uma landing page da Campanha. Mas ele teria faturado muito mais. Aí sim estaríamos falando de um bom ROI.

Não seja como o Zé. Invista na criação de landing pages específicas para suas campanhas de PPC, SEO, inbound, e-mail marketing, mídia offline, etc.

O que ele deveria ter feito? Simples!

Criar o layout de uma landing page ESPECÍFICA para a campanha de Dia dos Pais. Com design, conteúdo e produtos diretamente relacionados com o tema da campanha. Com cada detalhe da página exclusivamente pensado para persuadir o público trazido pela campanha.

O Zé teria gastado apenas uma pequena parte de sua verba de mídia se soubesse como criar uma landing page da Campanha. Mas ele teria faturado muito mais. Aí sim estaríamos falando de um bom ROI.

Não seja como o Zé. Invista na criação de landing pages específicas para suas campanhas de PPC, SEO, inbound, e-mail marketing, mídia offline, etc.

Para que serve uma landing page?

Segundo o Nielsen Norman Group, os primeiros 10 segundos dos usuários em seu site são críticos para ele decidir se irá continuar ou não sua navegação.

Ah, 10 segundos para persuadir seu usuário parece pouco? Então você precisa saber que, segundo pesquisa do Google, os usuários já formam opiniões sobre o design do seu site nos primeiros 17 milissegundos de suas visitas.

Percebe o quanto é importante que o usuário tenha uma experiência positiva imediatamente quando chega ao seu site? Se você falhar nisso, ele VAI abandonar seu site.

Portanto, é para isso que serve uma landing page: é uma página construída de forma estratégica para fisgar a atenção do usuário entregando ofertas diretamente relacionadas ao que ele precisa.

Quando devo me preocupar com a criação de Landing Pages?

É difícil pensar em uma situação onde qualquer negócio com presença na internet não deveria se preocupar em ter boas landing pages. Mas elas são especialmente importantes se você se encaixa em alguma dessas situações:

  • Você tem altas taxas de rejeição.
  • Você tem uma parte considerável do seu tráfego vindo de links patrocinados.
  • Você tem um segmento de visitantes que chega ao seu site com um propósito único e claro.
  • Você tem (ou terá) algum esforço de Marketing para um produto ou serviço específico.

Se você ainda está em dúvida se isso é para você, saiba apenas que a imensa maioria das empresas com excelentes taxas de conversão que eu conheço têm algo em comum: elas investem sério em como fazer landing page.

Por que criar uma landing page?

1 – Você pode criar página dedicadas a assuntos altamente específicos.

Quanto mais específico você for em relação ao problema para o qual o usuário busca uma solução, mais atenção (dinheiro) ele lhe dará.

Digamos que você venda notebooks no seu site. Agora, imagine que um jovem fã de jogos First Person Shooter (FPS, ou simplesmente “jogos de tiro”) esteja procurando por um notebook no Google.

Se você tem uma landing page de “notebooks baratos” e seu concorrente tem uma landing page de “notebooks baratos para quem quer jogar jogos FPS”, o jovem irá escolher gastar o dinheiro dele com o seu concorrente.

O mais específico normalmente vai ganhar dos mais generalistas. Esse comportamento está programado no cérebro humano e não há muito o que você possa fazer para mudá-lo. Por isso, quanto mais páginas sobre assuntos específicos você tiver, maior tende a ser sua conversão.

2 – É viável para empresas de qualquer tamanho.

Ao sugerirmos que se façam landing pages, nós não estamos falando em nada impossível. Afinal, é de se esperar que qualquer empresa na internet tenha condições de fazer uma página, criar uma landing page, certo?

Você não precisa começar fazendo dezenas de landing pages diferentes. Se sua verba é limitada, comece devagar.

Faça uma landing page para uma campanha ou segmento específico do seu público. Colha os resultados, aprenda, veja que valeu a pena e parta para a seguinte.

3 – O departamento de marketing pode trabalhar mais e MUITO mais rápido

Não existe nada mais libertador para um departamento de marketing digital do que a possibilidade de executar suas ideias sem depender totalmente de alguém de TI.

Como criar landing pages, normalmente, é algo feito de forma “isolada” do restante de um site, não existe um processo complexo de integração de sistemas, checking de segurança ou publicação para as mesmas.

É tudo muito mais simples do que criar uma nova área em site tomado por sistemas legados e processos internos infernais. E acredite: se o marketing tiver mais liberdade, ele vai executar mais ideias em menos tempo. E isso vai significar um crescimento mais rápido para a empresa.

4 – Você tem 100% de controle visual em cada página

Outra vantagem de fazer páginas “isoladas” do seu site padrão é que você não precisa usar os elementos visuais que são comuns ao restante do seu site como, por exemplo: padrão de cores, menu de topo, menu lateral, rodapé, etc.

Ter liberdade para fazer um layout de landing page mais adequado ao que você está tentando vender especificamente naquela página, e poder abrir mão de elementos visuais e de navegação irrelevantes para aquele momento são vantagens fundamentais para quem quer ter uma alta taxa de conversão ao criar landing pages.

5 – Fica muito mais fácil ter versões mobile

Seu site ainda não é 100% adaptado a dispositivos móveis? Será um processo complexo e doloroso adequá-lo?

Boas notícias: ao criar landing pages não é preciso esperar o resto do seu site para terem uma versão mobile.

Novamente: como landing pages estão isoladas do resto do site, você pode facilmente criar uma versão mobile especificamente para elas sem ter que tornar também todo o seu site oficial mobile-friendly.

E como o visitante mobile hoje é muito importante para qualquer modelo de negócio, um dia a menos sem uma boa página mobile no ar, significa menos dinheiro perdido como custo de oportunidade para você.

6 – Você investe em links patrocinados? Prepare-se para pagar MENOS pelos cliques

Você já ouviu falar em Quality Score? Ele é uma nota de 1 a 10 que o Google dá para o seu anúncio no Adwords. Resumidamente, quanto maior seu Quality Score, menos você precisa pagar pelo clique no seu anúncio.

Aí vem a pergunta: como o Google define sua nota de Quality Score? E aqui vem a resposta:

Prestou atenção no fator verde? Qualidade e relevância da landing page.

Isso quer dizer que, quanto melhor a criação da sua landing page, e quanto mais alinhada com o tema do seu anúncio (o que nos lembra do benefício 1 desta lista), menos você irá pagar por visitas de Google Adwords.

Nós temos um exemplo de landing page real de cliente dentro da Supersonic: ele sempre pagou cerca de R$ 5 pelo clique em um termo consideravelmente competitivo (assim como seus concorrentes).

Após criarmos uma landing page específica para esse termo, seu custo por clique caiu para cerca de R$ 2,50.

Se você tem um investimento razoável em links patrocinados, apenas essa economia nas campanhas pode, em pouco tempo, “pagar” todo o seu investimento na criação da landing page. Impressionante, não?

7 – TODAS as suas táticas de marketing digital irão se beneficiar da criação de landing pages

Tudo que você faz em de marketing digital acaba por direcionar o usuário para um lugar específico, certo? Em 99,9% dos casos, esse lugar é o seu site.

E a função do site, por sua vez, é transformar esse usuário em lead ou cliente (ou seja: conversão).

Quando você faz um bom trabalho na hora de criar landing pages para os quais esses usuários são direcionados, a sua taxa de conversão aumenta. E se sua taxa de conversão aumenta, o ROI de TODAS as suas táticas aumenta. Todo mundo ganha.

Pense no tamanho do benefício escalável ao ter campanhas de links patrocinados, SEO, marketing de conteúdo, social media e muito mais, TODAS, com um ROI maior do que o atual.

Para chegar lá, basta saber como criar boas landing pages.

Mas como fazer uma boa landing page, afinal de contas?

Que bom que você perguntou! Eu já estava ficando ansioso. Vamos resolver isso agora!

Como criar landing pages eficientes

Boas landing pages podem ser muito diferentes entre si. Entretanto, existem algumas regras de ouro que você deve seguir na hora de criar uma landing page que seja eficiente na tarefa de transformar visitas em dinheiro.

Elas são as seguintes:

1 – Foque seus esforços em UMA única ação do usuário.

Você já ouviu falar em Attention Ratio? É um conceito simples, mas fundamental no Marketing Digital. Para entendê-lo, dê uma olhada na landing page do Banco Santander para seu melhor resultado no Google para o termo “empréstimo pessoal”:

pontos de conversão santander

Esses discretos contornos em verde são minha marcação para que você possa visualizar com facilidade a quantidade de elementos diferentes que estão no layout dessa landing page.

Apenas nessa parte inicialmente visível da página, temos 62 elementos diferentes. Cada elemento falando de uma coisa e direcionando o usuário para um caminho distinto.

Agora vem a parte interessante: o seu cérebro é programado para dar algum nível de atenção para cada um dos elementos da página.

Sabendo disso, podemos então dizer que cada elemento da página, conta, em média, com 1,61% da atenção do usuário. PÉSSIMO, SANTANDER.

E para piorar, tantos elementos na página aumentam naturalmente a ansiedade do visitante. E quanto mais ansioso um usuário, menor a chance dele converter. PÉSSIMO de novo.

Portanto, ao criar landing pages, livre-se de todo o conteúdo que não é absolutamente fundamental.

Esteja certo de que cada pixel do layout da landing page cumpra um papel importante no objetivo central da página: fazer com que o usuário converta (ou continue no caminho para a conversão).

E nada de “oferecer vários caminhos para o usuário escolher o que preferir”. Isso não funciona. Mostre o caminho único que deve ser seguido. Se você não sabe o que usuário deve fazer no SEU site, como ele vai saber?

E se você não acredita em mim, dê uma olhada neste exemplo de landing page onde foi feito este teste que mostra que a versão do layout onde todo o conteúdo “não-fundamental” e que direcionava para outras possibilidades foi removido (versão A) aumentou as conversões em 48%.

2 – Sua página precisa ter uma forte ligação com a origem do usuário

Como você leu no início deste guia, os usuários irão decidir se continuam ou não no seu site em, no máximo, 10 segundos.

Ou seja: você tem pouquíssimo tempo para convencê-los a continuar no seu site. Mas como você pode fazer isso?

Garantindo que eles achem que você tem o que eles estão procurando.

E como fazer isso rápido? Bom, Aí você precisa ter um cuidado especial com o seu conteúdo.

O primeiro elemento que será visto pelos visitantes no layout de uma landing page é o seu TÍTULO. E é fundamental que esse título tenha uma forte relação com a origem do usuário. 

Quer um exemplo para entender melhor?

Imagine que um usuário pesquisa no Google por “imóveis em Belo Horizonte”. Ele verá este resultado:

Prestou atenção no texto do anúncio? OK. Agora digamos que o usuário se interessou e clicou no anúncio. A página para a qual ele foi direcionado tem o seguinte título:

landing page casa mineira

Percebe como o conteúdo do anúncio e do título da página são próximos?

Quando isso acontece, o usuário se sente confiante de que está “no lugar certo” e vai achar o que estava procurando. Certifique-se de que o layout de suas landing pages causem esse efeito ou você verá sua taxa de rejeição maior do que gostaria.

3 – Faça uma página com o tamanho ideal

Nós temos um estudo de caso na Supersonic onde criamos uma versão 8 vezes maior de uma página e conseguimos 661% de aumento na taxa de conversão:

tamanho de landing page

Isso mesmo: ao criar uma landing page maior a conversão o tamanho aumentou 8 vezes!

Após ler este estudo, muitas pessoas acham que páginas eficientes devem ser longas. Mas o segredo não é esse.

Tanto é que temos também um case onde reduzimos drasticamente uma página que já convertia bem e conseguimos 70% de aumento nas conversões.

tamanho landing page

Então o segredo seria ter criar landing pages mais curtas? Também não.

O grande segredo está em dizer tudo que é necessário dizer, mas nenhuma palavra a mais.

A ideia é que você escreva tudo que vai ajudar a agregar valor suficiente à sua “oferta” (sua conversão) na página para convencer o visitante a converter.

Não importa se para convencê-lo você precisa inserir toneladas de conteúdo e o layout da landing page vai ficar gigante. Faça isso! Não se preocupe.

Por outro lado, jamais adicione algum conteúdo que não seja realmente necessário e diga o que precisa ser dito da forma mais objetiva possível. Lembre-se da regra de ouro número 1 do post. Conteúdo desnecessário prejudica suas conversões.

Uma regra simples que costumo usar para orientar às pessoas sobre quantidade de conteúdo ideal ao criar landing pages:

tamanho ideal landing page

Basicamente, ela diz que, quanto maior o custo do que você está oferecendo e quanto mais complexa ou “diferente” for essa sua oferta, de mais conteúdo você precisa para convencer o usuário a converter.

Se você está tentando vender um helicóptero que funciona com energia solar, você precisa apresentar muito conteúdo para fazer sua venda.

Agora, se sua página está oferecendo o simples download gratuito de um infográfico, não há necessidade de dizer tanta coisa, não é mesmo? Sejamos objetivos.

4 – Deixe clara sua Proposição Única de Valor

Sua Proposição Única de Valor (Unique Selling Proposition, ou USP) é aquilo que você oferece para o seu cliente que a sua concorrência não pode oferecer.

Ou seja: Sua USP deve responder a seguinte pergunta ao visitante: Por que eu devo escolher você?

Quer um exemplo de uma boa USP? Vamos então usar um clássico:

dominos landing page

A pizza da Domino’s definitivamente não é a melhor do mundo. Mas o poder dessa Proposição Única de Valor acima fez com que ela se tornasse a maior rede de pizzarias do planeta.

Ela é genial porque ela estabelece um diferencial que vai exatamente no que o público-alvo quer: pizza entregue rapidamente!

Quando pedimos pizza por telefone, na maioria das vezes, não queremos a melhor experiência gastronômica da cidade. Queremos apenas comer algo aceitável, rapidamente.

A Domino’s percebeu essa necessidade do público e construiu seu diferencial em relação à concorrência em cima disso. Você é capaz de fazer o mesmo com o que você anuncia, na hora de criar uma landing page?

Em páginas realmente persuasivas, a USP é o astro maior pelo qual todos os outros elementos gravitam. Para conseguir isso, certifique-se de que, no Layout de sua landing page:

  • A USP esteja clara no título;
  • A USP seja desenvolvida ao longo do conteúdo;
  • Sua oferta final cumpra o que é prometido pela USP.

Nunca deixe de ter uma boa USP para diferenciar seu negócio na mente do cliente. Afinal de contas, na internet, o concorrente sempre está a 1 clique de distância.

5 – MOSTRE (de verdade) o seu produto/serviço.

Pode ser que você leia esta regra de ouro e pense: cara, isso é muito óbvio. Mas é impressionante a quantidade de negócios que estão perdendo dinheiro diariamente por ignorar essa regra tão “óbvia”.

Muitas pessoas não param para pensar que suas chances de fazer uma venda diminuem quando você simplesmente não mostra (ou mostra porcamente) o que você está tentando vender.

E quando eu digo “mostrar”, eu digo fisicamente mesmo. Vamos a um exemplo?

Em qual situação você acha mais provável que alguém compre o tênis Nike Free 5.0? Em um site que tem apenas esta foto abaixo?

nike landing page

Ou em um site como a Zappos, que tem, além das fotos, um vídeo mostrando os detalhes do produto?

zappos landing page

Obviamente a segunda opção é mais interessante.

E se seu produto não é “físico”, não pense que essa regra não se aplica a você. Continua sendo preciso “mostrar”.

Se, por exemplo, você vende um um software, siga o exemplo da landing page do Mailchimp. Além de mostrar um “screenshot” do software, eles usam um recurso de animação para mostrar como tudo funciona:

E se você vende um serviço, algo teoricamente “invisível”, você pode compensar essa limitação física explicando em detalhes qual é o passo a passo do processo de execução do serviço.

Faça com que as pessoas “enxerguem” o que há por trás da sua oferta, mesmo que ela não seja física. Ou sua venda será mais difícil.

E fazer isso não é tão complicado como pode parecer. Na página do serviço de Recolocação Profissional da empresa de serviços de RH Quality Training, que contratou a Supersonic, uma das coisas que fizemos foi justamente explicar passo a passo cada detalhe do serviço que está sendo oferecido:

Na hora de vender, mostrar o processo detalhado de um serviço é tão esclarecedor quanto mostrar fotos de um produto. Não subestime isso.

6 – Não existe boa landing page sem bom copywriting

A “copy” da sua página nada mais é do que o conteúdo da mesma (que será, em sua maior parte, textual). E se você quer converter, é obrigatório ter uma excelente copy.

Poderíamos falar por dias apenas sobre copywriting. Inclusive, você pode ler mais sobre o tema neste artigo sobre copywriting e persuasão. Mas para este guia, vamos nos ater a algumas regras essenciais para que você saiba como criar landing pages que convertem bem:

Dê a maior atenção possível ao principal elemento da sua página: o título

Seu título é 400% mais importante do que qualquer outro elemento na sua página. Por que? Simplesmente porque 80% das pessoas que acessarem a página irão vê-lo. Os outros elementos da página serão vistos, em média, por apenas 20% dos seus usuários.

visão landing page

Então é melhor que seu título seja EXCELENTE, não é mesmo?

Para isso, certifique-se de que esse título:

  • Exista. Toda vez que uma landing page sem título é publicada, um gatinho morre. Ajude a acabar com esse absurdo.
  • Deixe claro o objetivo da landing page: é preciso que você defina um objetivo claro e específico para a sua landing page. Oferecer ao leitor o download de um ebook, dar um cupom de desconto, disponibilizar uma planilha ou o teste gratuito de um produto são exemplos de objetivos que esse tipo de página pode ter.
  • Apresente a oferta: o título precisa destacar para o leitor aquilo que você está oferecendo com a landing page. Quando ele não for suficiente para englobar todas as informações necessárias, pode ser adicionado na landing page um subtítulo com uma frase complementar
  • Mostre que você é capaz de resolver o problema de seu visitante: é interessante destacar que você tem competência para atender à demanda do usuário. Desse modo, um exemplo de um bom título para a landing page poderia ser algo como: “Guia completo da moda outono/inverno, pelo estilista X”, destacando um profissional renomado na área da moda que pode ter desenvolvido o conteúdo para a empresa.
  • Instigue o seu usuário: para instigar o usuário a fazer o que é solicitado na landing page, uma boa alternativa é utilizar verbos que denotem uma possível ação, como “descubra”, “surpreenda-se”, entre outros, pois isso aguça a curiosidade do leitor.
  • Use palavras mágicas: palavras mágicas são aquelas em que o interesse do visitante é despertado pelo fato de que ele vai ganhar algo gratuito ou exclusivo. Podem ser “grátis”, “gratuito”, “teste”, entre outras similares. No caso de landing pages que têm por objetivo gerar uma venda imediata, como um formulário para adquirir ingressos para uma sessão de cinema ou peça de teatro, utilizar algo como “X% de desconto para as Y primeiras pessoas” também pode ser interessante no título da landing page.
  • Incentive o usuário a continuar na página, conforme conversamos na Regra de Ouro 2.
  • Deixe clara a sua Unique Selling Proposition, conforme conversamos na Regra de Ouro 4.

Abandone o “corporativês” e converse com o usuário

Ler o conteúdo da sua página precisa ser algo prazeroso. Assim como é ter uma boa conversa com alguém interessante.

E sabe o que não é nada prazeroso? Linguagem “corporativa”, cheia de termos inúteis que tornam complicadas expressões simples.

Perceba que não estou dizendo que você deve soar como um adolescente. Muitas empresas hoje em dia (principalmente startups) exageram na busca pela “informalidade” e acabam caindo nesse erro.

Cuidado. Ninguém quer fazer negócios com um adolescente.

O que você deve ter é simplesmente um texto que seja o mais objetivo, simples, claro e possível. Não se preocupe em soar um pouco informal. Isso é muito melhor do que ser mais formal e pomposo do que o necessário.

Quando escrever seu conteúdo, inspire-se nos diálogos de filmes de Tarantino. Não em um roteiro de Call Center.

7 – Busque a excelência no seu formulário e botão de conversão

O grande momento de decisão do seu usuário acontece quando ele chega até o formulário de conversão.

E para ele chegar até esse momento, você teve de atraí-lo a sua página e ainda convencê-lo de que você tem algo interessante. Então, por favor, não faça nada errado nesse grand finale.

Um excelente formulário normalmente possui essas 3 características:

Um título motivador

Assim como sua página precisa de um bom título para manter o leitor atento, seu formulário precisa de um bom título para convencê-lo a fornecer seus dados.

viver de blog landing page

Exemplo de bom headline para formulário, feito pelos amigos do Viver de Blog.

Campos 100% compreensíveis

Esteja certo de que cada informação pedida no seu formulário tenha um nome óbvio que não vá confundir nenhum usuário.

O site Expedia aumentou seu faturamento anual em 12 milhões de dólares após descobrir que, em um de seus formulários, o campo “Company” estava sendo compreendido incorretamente por alguns usuários.

Algumas dicas para uma escolha assertiva de formulário:

  • Use campos auto completáveis, para agilizar seu preenchimento
  • Formulários menores podem aumentar a conversão, por outro lado, se forem muito curtos, não trazem informações suficientes. Saiba balancear isso caso a caso
  • Crie campos não obrigatórios
  • Apresenta sua política de privacidade no final do formulário e garanta que não fará spam ou fornecerá para outras empresas

Um Call to Action explicativo

O Call to Action (ou CTA) do seu formulário é o botão para envio de informações.

Existem milhares de testes a serem feitos. Já testemunhei diversos testes onde o simples fato de mudar o texto do CTA para explicar melhor o que irá acontecer ao clicar no botão aumentou a taxa de conversão. Por exemplo:

Se sua conversão é o download de um e-book, o botão “Baixar” tende a ter uma performance pior do que o botão “Receber e-book por e-mail”.

Algumas outras dicas para um bom CTA:

  • Use CTAs com títulos criativos
  • Mostre no título benefícios que incluem outros decisores de compra, por exemplo: “quero surpreender minha família”
  • Dê um senso de urgência: “por tempo limitado”
  • Seja objetivo e direto
  • Use cores contrastantes com o fundo (não necessariamente vermelho, mas que destaquem o CTA)

8 – Desperte o desejo do visitante

existe uma série de elementos que podem ajudar a fazer seus visitantes se transformarem em leads (deixando seu dados em um formulário) ou mesmo em clientes.

Depoimentos

Depoimentos de clientes satisfeitos, de preferência com fotos, são excelentes para aumentar a confiança e o desejo de experimentar seu produto ou serviço.

Links para notícias veiculadas mídia

Da mesma forma, se meios de comunicação com grande credibilidade falam bem de sua marca, mostre isso em sua landing page.

Avaliações positivas em sites especializados

Quem trabalha com turismo, por exemplo, usa muito o TripAdvisor, mas avaliações positivas no Reclame Aqui, também valem.

Links para as redes sociais

Isso funciona de uma forma dupla:

De um lado, o visitante se sente confiante ao poder consultar rapidamente suas mídias sociais em busca de comentários positivos ou negativos;

De outro, isso o estimula a divulgar sua página nessas mídias ou a fazer perguntas sobre sua empresa nelas, aumentando o engajamento de suas mídias sociais.

Use vídeos

A produção de vídeos curtos pode ser a chave da construção da landing page perfeita.

Os vídeos podem ser usados tanto para depoimentos como para explicar os benefícios ou as formas de uso de seus produtos ou serviços.

São extremamente engajadores e excelentes para despertar o desejo de experimentar.

9 – Controle a atenção do usuário com hierarquia visual

Aceite a realidade. Seu usuário não irá ler tudo que está na sua página. E, muito provavelmente, o que for lido, o será feito em uma sequência totalmente diferente do que você tinha planejado.

A não ser que você faça bom uso da hierarquia visual da sua página. Faça um bom trabalho nesse quesito, ao criar landing pages, e seu poder de persuasão aumentará consideravelmente.

Afinal, você terá mais pessoas lendo o seu conteúdo. E ainda por cima, na sequência na qual esse conteúdo faz mais sentido. Mas como conseguir isso?

Quanto maior o elemento, mais ele chama a atenção

Básico, não? Mas muitas pessoas se esquecem disso. Você tem um título, uma frase ou um gráfico que precisa ser visto para persuadir seu visitante? Não tenha medo, ao criar o layout de sua landing page, de deixá-lo grande. Esqueça picuinhas de design.

Use cores a seu favor

Naturalmente, o ser humano tem seu olhar direcionado para cores que contrastam com o “padrão” de momento.

Ou seja: se você tem uma página que tem um tom predominantemente verde, use o vermelho, a cor que mais contrasta com o verde, para dar grande destaque a um elemento.

Tem dúvidas sobre qual cor contrasta com qual? Use esta imagem como cola:

Esta regra do contraste para destacar elementos é especialmente eficiente quando usada para destacar botões de conversão (Calls to Action). Como nesta página que criamos para a Gerencianet:

Posicione elementos levando em conta nosso padrão de leitura

Já ouviu falar no padrão de leitura em formato de F?

Segundo estudos do Nielsen Norman Group, nós temos o hábito de ler sites em um padrão que lembra uma letra F: duas linhas horizontais com uma linha vertical.

Agora que você sabe disso, aproveite para posicionar seus elementos mais fundamentais nessas áreas “quentes” de leitura.

Faça os modelos em suas fotos olharem para o que você precisa destacar

Isso é algo poderoso e subutilizado.

Nós temos a tendência natural de olhar para onde outras pessoas estão olhando. Simples assim.

Veja a prova disso neste estudo de eye-tracking:

mapa de calor landing page

As marcações em vermelho e amarelo mostram para onde as pessoas mais olharam quando viram os anúncios acima.

Perceba que, ao direcionar o olhar da pessoa na foto para algum elemento, o nível de atenção dada pelas pessoas a tal elemento aumentou incrivelmente.

Na hora de criar landing pages, faça uso disso direcionando o olhar das pessoas na sua foto para os elementos que mais lhe ajudam a converter o usuário em sua página.

Exemplos de landing pages

Como já falei bastante neste post, copiar ações de um concorrente não é a melhor forma de aumentar as conversões. O que funciona para um, não necessariamente vai funcionar para outro.

No entanto, veja alguns exemplos de landing page para se inspirar. Escolha elementos que fazem sentido para a sua oferta e teste antes de implementar (mais informações sobre como rodar um teste aqui).

Neemo

Veja abaixo a landing page do Neemo, empresa que cria aplicativos para serviços de delivery.

neemo landing page

Clique na imagem para visualizar a página completa.

Ela tem alguns elementos principais:

  • Destaca a economia gerada pela Neemo
  • Pessoas reais falando sobre o serviço
  • Imagens reais dos aplicativos criados pelo sistema
  • Destaca que não há multas contratuais, reduzindo a ansiedade
  • Lista as principais dores dos clientes
  • Clipping com grandes veículos de comunicação que citaram a empresa
  • Passo a passo de uso do sistema
  • CTA de download do aplicativo de demonstração
  • CTA para falar com um consultor
  • Calculadora que mostra o que o usuário perde ao não contratar

Saiba como chegamos a esse resultado.

Tagplus

Está é a página inicial da Tagplus, que é um serviço de gestão online para empresas.

tagplus landing page

Clique na imagem para visualizar a landing page completa.

Destaco alguns elementos:

  • Possui argumento de autoridade, com 95% dos clientes aprovando o serviço
  • Demonstra empatia pelos principais problemas do usuário
  • Deixa dois CTAs à disposição; “testar grátis” ou “receber ligação”
  • Uma prova social para cada funcionalidade do sistema
  • Argumentos de urgência para motivar ação imediata

Saiba como chegamos a esse resultado.

Os 5 grandes mitos sobre criação de landing pages

Infelizmente o tema “landing pages” é cercado de uma série de grandes mitos que acabam por confundir uma série de profissionais e empresários do meio digital. Mesmo os mais experientes.

Então, vamos tratar de destruir esses mitos agora!

Mito #1: landing pages podem prejudicar seu SEO

As pessoas temem isso muito mais do que deveriam.

O fato é que o grande objetivo do algoritmo do Google é premiar os sites que entregam algo relevante para o que os usuários estão pesquisando.

Tanto que a principal dica do Google para SEO é justamente: “foque no seu usuário”. E esse é justamente o objetivo central de landing pages.

Mas as pessoas, sempre viciadas em buscar fórmulas secretas e teorias da conspiração para tudo, complicam as coisas mais simples. Temem que qualquer mudança de linkagem ou de palavras-chave usadas possa destruir seus rankings.

Não seja tão neurótico com seu SEO Onpage. Provavelmente, você está o supervalorizando. Afinal, ele é cada vez menos importante na soma de fatores que o Google leva em conta em seu posicionamento.

Sem contar que é muito fácil cumprir todos os “requisitos onpage” de SEO na maioria das landing pages que são criadas.

A grande verdade é que landing pages têm o potencial de ajudar o seu trabalho de SEO. Afinal, com elas, você poderá criar conteúdos dedicados a termos específicos, o que lhe permitirá reinar nas buscas Long Tail.

Então, não se preocupe mais em prejudicar SEO. Eu nunca vi ninguém que passou a investir em criação de landing pages ter problemas de SEO. Você já?

Mito #2: “Meu produto/serviço é muito complexo para caber em uma única landing page.”

Eu duvido muito.

Não que isso seja impossível. Mas 99% dos produtos ou serviços que conheço podem ser muito bem trabalhados com uma única landing page. O que é preciso é saber como criar uma landing page!

Por mais que muitos empresário esperneiem e duvidem disso, é verdade!

Na verdade, na Supersonic, estamos acostumados a fazer “sites” de empresas inteiras em uma única landing page e conseguir ótimos resultados com isso.

Esse é o caso da WillTec, uma fornecedora de produtos de segurança consideravelmente complexos. Tudo o que eles têm a oferecer está agora em uma única página que substitui um site inteiro.

Este é também o caso da Tihee, uma agência de Marketing Digital que fez a mesma mudança de site para landing page com a Supersonic e viu seu faturamento aumentar em 9 vezes.

Portanto, avalie sempre se é possível concentrar todas as informações e o processo de conversão para um produto ou serviço em uma única landing page.

Fazendo isso, além de ter benefícios de SEO (mais uma vez reforçando o mito #1), você diminui a complexidade de navegação do usuário, tirando dele a “barreira do clique” para continuar se informando.

Mito #3: Existe uma fórmula para a landing page perfeita

Não, claro que não existe.

Otimização de Conversão não é uma área para quem quer atalhos preguiçosos para tudo na vida.

O máximo que existe são algumas regras-chave e elementos fundamentais de como criar landing pages, ambos abordados neste guia.

Mas longe de existir uma “fórmula”. Existem landing pages espetaculares que são muito diferentes entre si. O seu trabalho é definir qual é a landing page ideal para o problema que você quer resolver.

Mito #4: Fazer uma Landing Page visualmente muito diferente do restante do site vai trazer problemas

Alguns podem até achar que sim, mas os números mostram que não.

Você não precisa (em muitos casos nem deve) seguir o padrão visual do seu site na sua landing page. Preocupe-se apenas em fazer a página mais eficiente possível.

Para ilustrar o que estou dizendo, veja este exemplo de landing page do case da Dell, que tirou uma página do padrão visual do site e a transformou em algo totalmente “avulso”:

Como Criar Landing Pages

A página avulsa aumentou as conversões em 320%.

Mito #5: Tenha um botão de conversão verde

Infelizmente, esse mito sobre o “botão verde” faz parte da maioria dos assuntos ligados a Otimização de Conversão. E landing pages não são exceção.

Independente de ser verde, a cor do seu botão de conversão precisa dar destaque ao mesmo. E se você leu a Regra de Ouro 8, você já sabe qual deve ser essa cor.

Este é um mito tão persistente que, se um dia alguém me desse um outdoor para escrever o que eu quisesse, acho que ele seria assim:

contraste landing page

Os elementos mais importantes ao criar landing pages

Então você pretende criar uma landing page e quer algumas ideias de quais elementos usar? Sem problemas! Esta última parte do nosso guia é exatamente para isso.

Você verá na template abaixo alguns exemplos dos elementos mais frequentemente usados em landing pages eficientes.

Use-os à vontade. Mas lembre-se: não existe fórmula para a criação da landing page perfeita. Analise cada elemento e julgue se ele pode ser útil no seu projeto.

Como Criar Landing Pages

Quer baixar essa template em tamanho real e com anotações para orientá-lo sobre o uso de cada elemento? É para já:

Minha landing page está pronta! E agora?

Agora a diversão está apenas começando!

Como em qualquer outra coisa no Marketing Digital de alto nível, uma Landing Page nunca está 100% pronta.

Assim que sua página for para o ar, tome o cuidado de configurar suas ferramentas de Analytics preferidas para entender como os usuários estão interagindo com ela.

Você provavelmente encontrará oportunidades de melhoria na página. Talvez mudar um título, adicionar uma informação, remover outra… Enfim. Crie essa possível versão melhorada para sua página.

Mas não cometa o erro de simplesmente substituir a versão antiga pela nova.

O que você deverá fazer é executar um Teste A/B, que irá lhe dizer, com certeza científica, se a sua nova versão de Landing Page realmente é mais eficiente do que a antiga.

ciclo de landing pages

Continue nesse ciclo virtuoso e veja suas conversões aumentando constantemente!

Quer sua landing page feita por nós?

Na Supersonic, oferecemos o serviço completo de criação de landing pages. Desde os primeiros estudos até a entrega do HTML da página.

Se você está interessado em orçar uma landing page conosco, clique no botão abaixo e preencha o formulário. Entraremos em contato o mais rapidamente possível.

orcamento de landing page